20/03/2018
por Lorena Pacheco

Em ano de eleições, GDF divulga calendário acelerado de nomeações.

Após ser cobrado pela Câmara Legislativa, o Governo do Distrito Federal divulgou nesta quarta-feira (14/3) o calendário de nomeações de concursados para este ano. O governo tem pressa, já que as nomeações em ano de eleição tem prazo determinado apara acontecer.

Em coletiva nesta manhã, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, anunciou que neste mês serão convocados 1.485 novos servidores para a Saúde (295 médicos, 256 enfermeiros, 767 técnicos e 167 especialistas), 63 para a Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF), 39 para o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-DF) e 34 auditores de controle interno para as secretarias de Fazenda e de Planejamento, Orçamento e Gestão. 

Já em abril serão nomeados 242 agentes do sistema socioeducativo e 20 servidores da Secretaria de Cultura, sendo dez para a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro. 

Outra categoria que receberá reforço é a Polícia Civil do DF. Serão nomeados 160 policiais — 65 delegados, 65 peritos e 30 papiloscopistas — de maio a dezembro.

 "É importante ressaltar que [as nomeações] só são possíveis graças a muito esforço e trabalho nesses três anos de arrumação da casa. Quero fazer um agradecimento aos deputados da base, que aprovaram os projetos enviados para a Câmara Legislativa", disse Rollemberg. 

Explicações na CLDF

A secretária de Planejamento do GDF, Leany Lemos, deve comparecer à Câmara Legislativa hoje para prestar esclarecimentos acerca do calendário de nomeações do GDF para este ano. A informação foi dada pela assessoria de impressa da Seplag ao Correio. A presença dela foi solicitada ontem (13/3), na sessão ordinária da Casa, por requerimento do deputado Cláudio Abrantes (sem partido). 

Na ocasião, vários parlamentares cobraram as datas de convocações. O deputado Bispo Renato Andrade (PR) ainda convocou os concursados para comparecerem hoje em frente ao Palácio do Buriti, para exigir que estes também sejam contratados. "A Câmara Legislativa aprovou recursos da ordem de R$ 100 milhões com este fim,” disse. Já o deputado Reginaldo Veras (PDT) lembrou que o Distrito Federal já se afastou do limite de gastos com pessoal imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). "Por isso, vamos continuar pressionando o GDF para que ocorra a contratação", declarou. 

Com informações do GDF e CLDF.

Fonte:**http://concursos.correioweb.com.br/app/noticias/2018/03/14/noticiasinterna,38058/em-ano-de-eleicoes-gdf-divulga-calendario-acelerado-de-nomeacoes.shtml



O que achou desta notícia?


Palavra do Aluno

"Percebi que o IGEPP não mede esforços para oferecer um bom ensino. O corpo docente é muito bom! Tive aula com os melhores professores de cada tema, muitos vieram de outros estados. As matérias são bem divididas e temos apoio on-line. Além disso, a parte administrativa do IGEPP é muito boa. Quando o tempo é curto, uma boa organização no curso é fundamental."

Utilizou a Pós para melhor colocação profissional na empresa que trabalha.

Bruno Varjão

"Eu não era servidor público antes de estudar no IGEPP. Depois de dois anos de estudos, tomei posse na Agência Espacial Brasileira, estou aguardando ser chamado para o MPOG e para  Auditor de Controle Interno do Distrito Federal.

Aprovado para a Agência Espacial Brasileira, MPOG e Auditor de Controle Interno do DF.

Rafael Duarte de Paula Silva

"Eu já era servidora pública e com o conteúdo ministrado na Pós em Gestão Pública do IGEPP, consegui outra aprovação: no primeiro concurso para Gestor de São Paulo. Na minha opinião, essa é a melhor instituição do mercado que prepara as carreiras de Gestão."

Aprovada para APPGG/ SP - 2015 (Analista de Políticas Públicas e Gestão Governamental de São Paulo).

Ellen Carolina Bandeira

"Cursar a Pós em Gestão Pública no IGEPP foi uma oportunidade de conhecer melhor a Administração Pública Federal. Com o amplo conhecimento e embasamento teórico conquistados, pude aplicá-los na rotina do órgão público onde trabalho."

Cursou a Pós em Gestão Pública para aplicar os conhecimentos no órgão público que trabalha: Ministério da Justiça. Aguarda sair o edital de Gestor Público Federal. 

José Albuquerque Nogueira

"Estudei no IGEPP, fui aprovada para Analista de Políticas Sociais e fiquei encantada com o nível dos professores e a proximidade da Secretaria Acadêmica com os alunos. Resolvi cursar a Pós em Gestão Pública, que me ajudou tanto em passar em outros concursos públicos, como também na seleção interna do órgão que eu trabalhava. Logo após o fim das aulas, saiu o edital para Analista de Gestão Pública do MPU, consegui aprovação e é o cargo que ocupo hoje."

Aprovada para Analista de Gestão Pública do MPU/ 2013 e para Gestor Público Federal (Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do MPOG)/ 2013.

Cecília Lamounier

A preparação oferecida pelo IGEPP é de fato diferenciada, sendo de grande relevância para candidatos que estão em estágio mais avançado nos estudos e na experiência em concursos, o que se percebe inclusive pelo nível dos alunos que a escola atrai.

Airton Luciano Aragão Júnior

A INSTITUIÇÃO    |    CURSOS    |    PROFESSORES    |    EVENTOS    |    NOTÍCIAS    |    CONTATO
IGEPP 2020 © | Todos os direitos reservados
SCRN 708/709 Bloco A sala 201 - ASA NORTE - Brasília/DF - CEP: 70741-610