23/11/2017
por Assessoria de Comunicação do IGEPP

Concurso do MPU: edital deve sair no primeiro semestre de 2018

MPU 2017A comissão responsável pelo concurso MPU, para técnicos (médio ou médio/técnico e R$7.260,41) e analistas (superior e R$11.345,90), já haviam iniciado os trabalhos este ano de 2017 para a divulgação de uma previsão inicial do edital Segundo a Secretaria de Imprensa da Procuradoria-Geral da República (PGR), vinculada ao Ministério Público da União (MPU), "o edital deve ser publicado assim que vencer o vigente". As primeiras notícias eram para o este segundo semestre, mas com a proximidade do final do ano, essa expectativa passou para o próximo ano de 2018.
 
Essa, portanto, é a meta da comissão hoje, presidida pelo procurador Blal Yassine Dalloul. Ainda segundo a Secretaria de Comunicação do MPU, a comissão criada iniciaram os trabalhos no primeiro semestre de 2017, portanto ainda não há definição de vagas e especialidades, localidades, nem de banca organizadora.

MPU tem tradição de muitas convocações, mais um atrativo do concurso
 
A tradição de muitas convocações mostra que vale a pena se candidatar ao concurso MPU 2018, já que mesmo não estando entre as vagas imediatas, os aprovados têm grandes chances de admissão. Levando em conta os dois concursos de 2013, foram, no total, 5.083 chamadas.

 Vagas

A expectativa do MPU é de boa oferta de vagas para vários estados. O que confirma isso são os mais de 1.700 cargos vagos, informação disponível no site do MPU.

Cargos: 93% do déficit são para técnicos administrativos e analistas de Direito

O Ministério Público da União (MPU) possui 93% das necessidades de pessoal concentradas nos cargos de técnico administrativo (nível médio e R$7.260,41) e analista de Direito (graduados na área e R$11.345,90), que serão contemplados no concurso MPU 2017, previsto para ser aberto em agosto. Isso porque dos 1.911 servidores faltantes, 1.776 são apenas para os dois cargos que serão contemplados na disputa.
 
Os dados são resultado de um levantamento da Folha Dirigida, tendo por base informações dos portais de transparência dos quatro ramos do MPU. São eles Ministério Público Federal (MPF), com déficit de 1.772 servidores, Ministério Público do Trabalho (MPT), com falta de 107, e Ministério Público Militar (MPM), com carência de nove, todos esses com representações no país inteiro. No Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), localizado apenas em Brasília, o déficit é de 23 profissionais.

Quer saber mais? 

Inscreva-se para:


*Fonte: JC Concursos.




O que achou desta notícia?


Palavra do Aluno

"Percebi que o IGEPP não mede esforços para oferecer um bom ensino. O corpo docente é muito bom! Tive aula com os melhores professores de cada tema, muitos vieram de outros estados. As matérias são bem divididas e temos apoio on-line. Além disso, a parte administrativa do IGEPP é muito boa. Quando o tempo é curto, uma boa organização no curso é fundamental."

Utilizou a Pós para melhor colocação profissional na empresa que trabalha.

Bruno Varjão

"Eu não era servidor público antes de estudar no IGEPP. Depois de dois anos de estudos, tomei posse na Agência Espacial Brasileira, estou aguardando ser chamado para o MPOG e para  Auditor de Controle Interno do Distrito Federal.

Aprovado para a Agência Espacial Brasileira, MPOG e Auditor de Controle Interno do DF.

Rafael Duarte de Paula Silva

"Eu já era servidora pública e com o conteúdo ministrado na Pós em Gestão Pública do IGEPP, consegui outra aprovação: no primeiro concurso para Gestor de São Paulo. Na minha opinião, essa é a melhor instituição do mercado que prepara as carreiras de Gestão."

Aprovada para APPGG/ SP - 2015 (Analista de Políticas Públicas e Gestão Governamental de São Paulo).

Ellen Carolina Bandeira

"Cursar a Pós em Gestão Pública no IGEPP foi uma oportunidade de conhecer melhor a Administração Pública Federal. Com o amplo conhecimento e embasamento teórico conquistados, pude aplicá-los na rotina do órgão público onde trabalho."

Cursou a Pós em Gestão Pública para aplicar os conhecimentos no órgão público que trabalha: Ministério da Justiça. Aguarda sair o edital de Gestor Público Federal. 

José Albuquerque Nogueira

"Estudei no IGEPP, fui aprovada para Analista de Políticas Sociais e fiquei encantada com o nível dos professores e a proximidade da Secretaria Acadêmica com os alunos. Resolvi cursar a Pós em Gestão Pública, que me ajudou tanto em passar em outros concursos públicos, como também na seleção interna do órgão que eu trabalhava. Logo após o fim das aulas, saiu o edital para Analista de Gestão Pública do MPU, consegui aprovação e é o cargo que ocupo hoje."

Aprovada para Analista de Gestão Pública do MPU/ 2013 e para Gestor Público Federal (Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do MPOG)/ 2013.

Cecília Lamounier

A preparação oferecida pelo IGEPP é de fato diferenciada, sendo de grande relevância para candidatos que estão em estágio mais avançado nos estudos e na experiência em concursos, o que se percebe inclusive pelo nível dos alunos que a escola atrai.

Airton Luciano Aragão Júnior

A INSTITUIÇÃO    |    CURSOS    |    PROFESSORES    |    EVENTOS    |    NOTÍCIAS    |    CONTATO
IGEPP 2020 © | Todos os direitos reservados
SCRN 708/709 Bloco A sala 201 - ASA NORTE - Brasília/DF - CEP: 70741-610